publicado por nobilissimavisione | Quarta-feira, 02 Setembro , 2009, 23:20

Há qualquer coisa de estranho nestes anúncios. Há umas semanas foi a ideia surreal do subprolongamento da Linha Vermelha a partir de Moscavide ou do Oriente para Sacávem, criando aí um torniquete com a (sub) linha do Aeroporto, parecido com o da estação do Marquês de Pombal de má memória. Agora, é o abandono, sem qualquer explicação, do prolongamento racional, lógico, da Linha Amarela até Alcântara que passa a dirigir-se para S. Bento e depois Cais do Sodré, juntando-se aí à Linha Verde, numa espécie de barriga paralela - uma ideia peregrina. O que acontece à primeira parte do anterior prolongamento, até à Estrela, que já estava aprovada? A Estrela fica sem metro? E a ideia surreal da nova "circular" do metro, que ligará a Expo ao Hospital Amadora Sintra? Não deveria haver um plano mais dilatado das expansões, para se poder discutir o papel do metro, que não deveria esquecer a mobilidade dentro de Lisboa, antes de se expandir nas aventuras suburbanas? Ou é tudo uma questão de fantasia e febre eleitoral?

 

Adenda: O Cidadania Lx postou a tradução gráfica do dito «plano». Fica resolvida positivamente a questão do eixo da Infante Santo, através da Linha Vermelha, mas a quantidade de bifurcações é delirante. Este «plano» não pode ser levado a sério.


mais sobre mim
Setembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO