publicado por nobilissimavisione | Quinta-feira, 04 Junho , 2009, 14:23

Aproxima-se a grande sondagem do dia 7, e começo a pensar no aspecto logístico prévio essencial: o paradeiro do meu cartão de eleitor. Já houve ocasiões em que o não atempado tratamento do assunto me eximiu a opções de voto que, vistas restropectivamente, iriam assombrar o resto dos meus dias. Este ano não tenho tomado muita atenção à campanha eleitoral, mas há um aspecto que me tem supreendido pela negativa, e que tem a ver com os cartazes. Num dos casos parece um cruzamento entre a família da Barbie e uma série de ficção científica datada, com as personagens - os astronautas - com um ar de manequins, completamente postiço. No outro, o cenário lembra um «saloon» do Velho Oeste, com cores escuras, voluptuosas, e «sugestão» de madeira (não reparei se está mesmo lá ou não), onde não destoa a farpela do candidato e o seu ar decidido. Em ambos os casos o efeito é irreal, ou mesmo surreal. E os dizeres, a "letra" dos cartazes, oscila entre o abstruso ou incompreensível e o irritante ou subreptício, ou manhoso, até. Terá sido falta de meios ou de paciência? Ou é uma desvalorização do papel do outdoor nos tempos que correm (mas então para quê prejudicar a paisagem)? Ou afinal são demonstrações de um apurado sentido de humor?

 


mais sobre mim
Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
26
27

29


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO